Arquivo | outubro 2013

“Até onde podemos ir?

1395376_10202324783546175_1014764653_nAté o limite do suportável. Um belo dia, depois de inúmeras repetições do mesmo erro, a gente desiste. Com tristeza pela perda, mas com alegria pela descoberta, diz pra si mesmo: cheguei até aqui.
E, então, a vida muda.”

Martha Medeiros

LIMPE OS SEUS RINS!

560850_10202020174494579_1611912404_nOs anos passam e os nossos rins filtram o sangue, remove o sal, veneno e qualquer indesejado que entra no nosso corpo. Com o tempo, o sal acumula e isso precisa se submeter a tratamentos de limpeza. Como é que vamos libertar-nos disso?
É muito fácil, primeiro lavar um ramo de salsa, limpar, depois cortá-la em pedaços pequenos e colocá-lo numa panela, despeje água limpa e ferva por dez minutos e deixe arrefecer, filtre e despeje numa garrafa limpa, mantê-lo dentro da geladeira para esfriar.
Beber um copo por dia e vai notar que todo o sal e outro veneno acumulado vão sair dos seus rins, por micção, também vai notar a diferença que nunca sentiu antes.
Salsa é conhecida como a melhor limpeza de tratamento para os rins e é natural. indique para alguém que tem problemas renais….compartilhe isso faça a diferença na vida de alguém..!

Amor uma palavra tão intensa

942768_10200437264394926_20969400_n“Amor. Uma palavra tão intensa, tão carregada de significados. Mas que eu ainda não aprendi a decifrá-la. Talvez amar seja justamente isso. Sentir algo tão profundo, incapaz de ser traduzido em palavras. Se o que eu sinto já é amor eu ainda não sei. Mas se bastar, uma coisa eu te garanto: quero você comigo. Hoje e sempre. Cada dia, cada segundo. Quero aprender a voar me apoiando nas suas asas. E quero estar ali quando você precisar do meu apoio. Amor?! Não sei traduzir. Mas sinto que estou voando. Sonhando. Delirando. Vivendo. E quem sabe aprendendo. Talvez amando!”

[Autor desconhecido]

Porta- cartas e porta- revistas de vinil…

524510_498659826850386_607082583_nNa verdade, são pequenas variações dos porta-livros. O porta-cartas precisa de uma dobra mais fechada, quase como se fosse um envelope. Para o porta-revistas, o melhor é um formato arredondado – que pode ser obtido com a ajuda de uma garrafa.